segunda-feira, 12 de outubro de 2009

As melhores canções brasileiras


Na semana passada, mais precisamente no dia 09/11, os grandes fãs da música brasileira com certeza viram a lista divulgada pela renomada revista Rolling Stones, dos Eua. Na lista, constam as dez melhores canções brasileiras de todos os tempos. Para quem não teve essa oportunidade, eis o link:

http://www.rollingstone.com.br/edicoes/37/textos/100-maiores-musicas-brasileiras/

É interessante e gratificante esta abordagem realizada pelos jornalistas e especialistas da música. A valorização da música brasileira (quando digo música brasileira, digo música de qualidade), há algum tempo perdida em meio aos “Créus” da vida, dentre outras obscenidades compostas aqui e acolá, e cantadas sem pudor por todas as classes, é necessária para a salvação da conscientização de que não só o sensacionalismo provoca audiência, e, sobretudo, fundamental para o renascimento da importância histórica do nosso povo.
A lista foi elaborada, segundo os jornalistas, de acordo com os momentos históricos do Brasil; canções que por muito tempo “refletiram as incertezas e os anseios dos brasileiros”. Não discordo da lista, pelo contrário; acho difícil excluir alguma para que outra seja incluída. No entanto, o leque de canções brasileiras de qualidade é lato. Eu, particularmente, tenho minhas preferências. Não obstante a qualidade da lista, eu ressalto algumas canções que, a meu ver, poderiam integrá-la, e que nem por isso, ofuscaria o brilho dessa seleção.
Antes de divulgar my own list (rs), deixarei alguns comentários a respeito das dez primeiras canções; mais que comentários – homenagens.
Construção encabeça a lista, nada mais justo. A música brasileira melhor construída da lista de canções brasileiras melhor construída até hoje pelos críticos da música. E dizem que Chico Buarque construiu este belo prédio feito de melodia e palavras exatas “bebinho da silva”. Será boato?
Águas de março, uma das músicas mais bem interpretadas que já ouvi. Elis e Tom abraçam esta canção com uma sincronia nunca ouvida.
Existe canção que melhor faz jus ao título do que Carinhoso? Uma melodia que acarinha nossa alma. Asa Branca, o clássico do Nordeste, canção que melhor retrata toda a vida seca que assola aquela região, fazendo com que todos se compadeçam ainda mais, indagando junto ao maior sanfoneiro do Brasil: “Por que tamanha judiação?”.
“Mas que nada! Sai da minha frente que eu quero passar!”. Ritmo envolvente do Jorge Ben, que engloba todas as culturas do Brasil sob a égide do samba. Mas confesso que gosto mais dessa música comandada pelo pianista brasileiro Sérgio Mendes e pela banda americana Black Eyed Peas, e que inclusive teve seu clipe gravado aqui no Brasil. Eu adoro essa versão, é espetacular. Para quem tiver curiosidade de assistir, eis o link:

http://www.youtube.com/watch?v=DwWhnudZ5Nk&feature=related

“Vai minha tristeza e diz a ela que sem ela não pode ser...” Hino da bossa-nova, “Chega de saudade” é canção digna de liderar uma lista como esta. Só mesmo dois mestres como Vinicius e Tom para gerar uma jóia rara como esta.
Pão e circo é o que o sistema nos dá. E o que os Mutantes fazem? Denunciam! Tentam alertar as pessoas da sala de jantar, que só se ocupam em nascer e morrer diante de uma televisão, uma mídia manipuladora; em simplesmente nascer e morrer, sem ser ninguém, sem ser alguém. E o sistema deseja que alguém seja alguém? Panis et Circences, mais um clássico, que foi muito bem regravado por Marisa Monte em seu álbum “Barulhinho bom: uma viagem musical”.
“Detalhes”, na minha opinião, a melhor música do Rei Roberto Carlos. “Canto de Ossanha”, antes desconhecida (fui correndo baixá-la), é uma música bonita, que representa o “Brasil africano”, digamos assim, desta lista. Ainda sim prefiro dezenas de outras músicas de Baden, Vinicus e cia.
“Alegria, alegria” é um dos maiores clássicos dos festivais da música popular brasileira. Quanta história, quanta mensagem subliminar extraímos desta canção! Por que não colocá-la nas dez mais? Por que não??
Enfim, deixo aqui minha seleção das dez mais, a qual se equipara a esta oficializada pela revista. Contanto, há algumas pequenas mudanças. Fiquem calmos, não vou incluir nada que lembre Tati Quebra Barraco (ou quebra-ouvidos né, pois haja ouvido para escutar essa pessoa!). Gostaria que nos comentários, todos que tiverem lido este post deixassem também sua homenagem a música do Brasil, criando a lista que concluírem ser a mais justa, ou simplesmente das músicas da preferência de cada um.
Eis minha lista:
1-Construção
2-Águas de março
3-As rosas não falam
4-Carinhoso
5-Chega de saudade
6-Asa branca
7-O bêbado e o equilibrista
8-Comida
9-Panis et Circenses
10-Eu sei que vou te amar

Salve a música brasileira!

9 comentários:

Bruno ; ) disse...

Minha Lista:

1 - Aquarela do Brasil
2 - Garota de Ipanema
3 - Exagerado
4 - Faroeste Caboclo
5 - Espelho
6 - O Tempo não Pára
7 - Ideologia
8 - Pais e Filhos
9 - Eduardo e Monica
10 - Negro Drama

Andréa Amaral disse...

Muito bom, Lohan.Mas devo dizer ser uma tarefa nada fácil eleger as dez mais da nossa MPB. Não sei quais os critérios de avaliação utilizados além de alguns bem óbvios, mas pessoalmente, é claro, sem necessariamente colocá-las numa ordem de favoritismo, eu incluiria algumas mais do Chico: Apesar de você; Vai passar, Cálice, Roda viva e Geni e o Zepelim. Concordo com Bruno sobre Faroeste caboclo. Acho que faltou Raul Seixas nesta lista: Eu nasci há dez mil anos atrás é um clássico no nosso rock'n roll. Canto de Ossanha,em minha opinião, merece o lugar de destaque que possui, por constituir uma pérola afro em nossa cultura religiosa tão cheia de preconceitos, mas acrescentaria também do poetinha maior, Insensatez, Testamento e Samba da benção.E tem também uma do Ivan Lins que é uma sátira bem engraçada sobre os corruptos e gananciosos, Formigueiro. Falando em clássicos,o que dizer da nossa Pimentinha eterna interpretando Como nossos pais.Falando dos nossos bóias frias, O Rancho da Goiabada mereceria destaque; Índios do Legião Urbana também e finalmente Milton Nascimento com Caçador de mim e Djavan maravilhoso com Oceano.

Benedita Perez disse...

A lista que eu faço é a seguinte:

1-As rosas não falam
2-Chão de estrelas
3-Caminhemos
4-Valsa da despedida
5-Pais e filhos
6-O bebado e o equilibrista
7-Epitáfio
8-Cálice
9-Normalista
10-Homem de Nazaré

Sidarta disse...

Boa iniciativa, Lohan!

Eu colocarei minhas músicas e seus intérpretes, pensando no meu momento atual (sim, porque cada fase da vida tem suas canções):

Caçador de mim - 14 Bis;
Traduzir-se - Chico e Fagner;
O que será (À flor da pele) Caetano;
Oração ao tempo - Caetano;
Preciso me encontrar - Marisa Monte;
Bom conselho - Chico;
Todo o sentimento - Chico;
Olha - Chico e Erasmo;
Começar de novo - Ivan Lins ou Simone;
A gente merece ser feliz - Ivan Lins;
Chega de saudade - João Gilberto;
Fênix - Jorge Versilo;
Medo (Miedo) - Lenine;
Do it - Lenine;
Oceano - Djavan;
A carta - Djavan;
Nuvem negra - Gal;
Anima - Milton;
Cinzas - Moska;
A seta e o alvo - Moska;
Reflexos e reflexões - Moska;
O homem - Roberto;
Guerra dos meninos - Roberto;
Semear - Israel Albino;
Melodia sentimental - João Bosco;
Jade - João Bosco;
A natureza das coisas - Flávio José;
Festa - Luiz Gonzaga...

Lohan disse...

Galera, vcs estão arrasando nas listas!
Show! Só musicão!
Olha, concordo com Andrea, é mto dificil escolher um apanhado de música dentre milhares de jóias. Metamorfose ambulante, Como nossos pais, Aquarela do Brasil, Rosa, Preciso me encontrar, Pra não dizer q não falei das flores, enfim... Tem mta coisa boa aí...Sidarta tbm só pos música boa!
E queria fazer uma ressalva, em especial, a primeira visita da minha querida avó ao blog. Gente, a Benedita é minha avó!!
Valeu vó, amo a senhora. Continue prestigiando nosso blog.
Abs a todos!

Camilíssima Furtado disse...

Adorei a ideia, Lohan!!! Gosto de todas de várias músicas listadas acima e acho dificílimo executar essa tarefa de listar e, principalmente, de enumerar minhas canções preferidas... Não gosto do termo 'eclética', pois acho que soa como falta de critérios, prefiro dizer que gosto de tudo o que é belo, indiferentemente do estilo (belo aos meus olhos) e de tudo o que tem alma. Música tem alma, essência e requer sensibilidade do espírito de quem compõe e de quem ouve. Apesar de ter achado ótima a iniciativa, vou me abster da lista... Seria interminável e haveria muita discordância, rsrs!!!

Camilíssima Furtado disse...

*de todas OU de várias músicas listadas acima

Sidarta disse...

Lohan, uma amiga minha, leitora do Autores S/A, acabou de me dizer via MSN que está sentindo falta da continuação da saga do Ariano. Kd?

Lohan disse...

Sid, avise a ela que a história será retomada nesta segunda, e, dependendo da situação... Terça terá tbm. Ariano ainda sofrerá um bocado, rs.
Abraços!