sábado, 5 de dezembro de 2009



Eu estou a porta e bato,
Bato porque há em meu peito
O desejo insaciável de vida.
Não somente a vida, propriamente dita,
Mas quero unicamente falar sobre a vida.
Vida esta que te derruba e te reergue,
Você chora, você ri,
Isso tudo porque esta é a essência da vida.

Choro, choro, choro muito,
Porque sei que na vida tudo está de passagem,
Assim como um trem corre sobre os trilhos.
E amanhã eu estarei aqui, rindo de tudo,
E assim vou eu correndo
Pelas estradas barrentas e desertas,
Com um lema em meu coração:
Tudo será melhor que agora,
Basta somente nós fazermos o melhor!

4 comentários:

Camilíssima Furtado disse...

Como é bom chorar e até reclamar quando se tem no fundo uma certeza de que o amanhã nos reserva boas risadas, não é mesmo?

K@rininh@ disse...

Como dizem por ai, quem planta entre lágrimas, colhe em alegria! Que assim seja!
Bjão Camila!

Lohan disse...

Geralmente rimos de situações que outrora nos foram constrangedoras, rs. A vida é um grande vaivém, o importante é saber nela se equilibrar.
Bjs, Karina!
PS: É sem título mesmo?

Andréa Amaral disse...

Karina, às vezes penso que há tanta vida dentro de ti, que seu coração quase que não cabe dentro do seu peito. Bata e abra a porta. Do outro lado há surpresas que te aguardam.