quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Feliz Natal para todos.





Quis lhes dar um presente à altura de sua dedicação, crédito ao meu trabalho exaustivo em prol das comunidades carentes, mas o dinheiro todo, embora fosse muito, só deu para comprar panetones... somente desta maneira daria para ser multiplicado entre os meus fiéis companheiros e eleitores, mas devo esclarecer que paguei os panetones à vista, pois detesto dívidas... tenho urticárias só de pensar em correr o risco de ter algum contra-tempo e o meu nome acabar parando no SPC. Sabem como é, um homem digno e honesto como eu, que trabalha para o povo, tenho que manter minha dignidade de bom cidadão , político, representante do povo, votado com louvor, sempre em prol dos interesses dos meus eleitores.


Fico indignado com a falta de sensibilidade das pessoas, telespectadoras que assistem a qualquer montagem barata feita pelos canais de televisão que querem manchar o nosso Partido, denegrir com nossa imagem, nos pintar como verdadeiros canalhas e ladrões do dinheiro público. Eu preciso me defender. Como disse o nosso ilustre Presidente, as imagens não falam por si. As imagens são falsas, é só nos dar um tempo para provarmos que tudo não passou de uma montagem de fundo de quintal, inclusive, me digam, quem teria a cara-de-pau, de orar e agradecer por um dinheiro que não lhes pertence? Só os pastores da Igreja Universal do Reino dos Dízimos, mais ninguém. As imagens não falam, mas o dinheiro anda, passa de mãos, de bolsas, bolsos e meias e acabou parando no meu, que inocentemente me prestrei à incumbência de Papai Noel , fui mal interpretado e covardemente humilhado perante todos os brasileiros que assitiram pela televisão, quando eu pegava o dinheiro que seria depositado para compra dos panetones.


Eu sou honesto, sou trabalhador, dou um duro danado para criar leis que não servem para nada e aprovar leis que não servem à ninguém. Uso meu cerebelo na maior parte do dia pensando em como criar projetos e notas frias para que o dinheiro que empregamos na compra de panetones para os que nos apóiam e para as escolas públicas, não seja considerado um dinheiro roubado. Aliás, é só o que me falta agora: quererem me comparar com um reles ladrão de galinhas, com um qualquer que não tenha o mesmo passado que eu: uma pessoa que adquiriu diploma de curso superior, pessoa íntegra e pró-ativa; cheio de amizades influentes, com pessoas de bem, que representam o nosso país até mesmo no exterior.


Se alguém duvida da minha honestidade, que Deus o perdoe, pois está lançando um falso testamento a um cristão, servidor dos fracos e oprimidos, porta-voz do povo miserável que aí está, sem poder se defender dos verdadeiros ladrões e cínicos de plantão. Eu, humildemente, posso dizer que como Cristo, realizei a multiplicação dos panetones e agora estou sendo julgado por minha generosidade e falta de apego, que querem transformar em cobiça .


Eu juro pela minha mãezinha que está no céu, que o dinheiro que guardei foi para comprar panetones. Primeiro porque está perto do Natal; segundo, para homenagear a minha mãe mesmo, que adorava as ceias natalinas e sempre gostou de comer panetones e rabanadas nesta época do ano.


Quero aproveitar e deixar os meus mais sinceros votos de um Feliz Natal para todos os meus eleitores; todos os que confiam em mim e me apóiam hoje e sempre... os que estiverem do meu lado, com certeza jamais se arrependerão. O nosso país é um país justo. A justiça tarda, mas com certeza não falha, principalmente para pessoas caluniadas como nós, servidores do povo, vítimas das câmeras maliciosas dos inimigos de plantão.

Quero também deixar o meu site para responder as dúvidas e aos pedidos dos meus eleitores. Sortearemos mais de quinhentos mil panetones, que não pudemos distribuir pessoalmente. É só deixar o seu e-mail e número de título de eleitor para participar da promoção. Boa sorte, boa noite e muito obrigado.
O link para nosso chat e para o sorteio de panetones: http://roubeirtomilhares.gov.br/.

P.S. Caso eu demore a responder, peço um pouco de paciência, pois agora em dezembro paramos de trabalhar por completo, afinal, ninguém é de ferro. Preciso de umas férias para refrescar minha mente cansada de pensar pelo povo. Como todos os demais brasileiros, voltaremos em meados de março, se Deus quiser, com nossas energias renovadas e os bolsos vazios e ávidos para capitalizar novamente (sempre pensando nas próximas férias e em como encher a barriga do povo carente). Talvez no próximo ano, dê para comprar um perú pra cada um, afinal, o Brasil não vivenciou a crise e está crescendo a olhos vistos. Continuem com sua torcida pelo perú!

4 comentários:

piedadevieira disse...

Ah, Andrea, amei o texto!
Haja panetones para servir aos arautos do rei. Nesse natal nem quero comê-los, enjoei.
Beijos

Camilíssima Furtado disse...

É uma vergonha nacional, dinheiro na cueca, na meia, oração pedindo pra abençoar mensaleiro... é uma baderna só! Andréa, panetone não me apetece, mas com essa pimenta malagueta que você põe nos seus textos, acho que fica saborosíssimo!!! Bon apetit!

Cacarina disse...

Ah que menina sapeca!
Adorei seu irreverente protesto!
Coitadinha da boa intenção... Tá de mal a pior, uma judiação...
Que pena que ainda permitamos tamanha situação...

Lohan disse...

rs, nada melhor do que um belo texto apimentado da Andrea, rs. Irreverencia nata. Que cerebelo, my friend!!
Qndo estiver comendo panetone, me lembrarei dessas palavras...rs
Bjão!