sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Acomodação


Já faz um tempo que não escrevo nada.

Ultimamente a TV tem ficado muito tempo ligada.

Entorpecendo o olhar.

Atrofiando o meu pensar.

Fazendo eu me acomodar.

Vendo o tempo passar.

Sem me incomodar.

Vendo no tal BBB a baixaria rolar.

Mas já ta ficando demais.

Pois esses ditos “Heróis” eu não consigo imitar.

Essa moda na minha garganta tá difícil passar.

Eu vou é levantar do sofá.

E mais uma vez a TV vou desligar.

Vou é olhar pra família e com meus filhos brincar.

Jogar bola no quintal e as paredes sujar.

Viver a vida de verdade, sem novelas nem insanidades.

Sem contos de fadas e nem traição.

Com simplicidade e arroz com feijão.



Obs. Ando meio sumido, mas estou com saudades deste ambiente virtual tão bom, onde posso estar junto de pessoas tão talentosas. Sempre que posso venho aqui e leio a postagem do dia, estou trabalhando para ter mais tempo de estar mais presente neste projeto que tanto gosto e admiro.

Felicidades!

5 comentários:

Camila Furtado disse...

Joãoooo!!! A-M-E-I essa poesia, nossa, muito bem bolada, merece destaque num bom jornal ou revista, que bom que podemos ler coisas tão inteligentes aqui no blog, obrigada por isso! Eu, como detesto alienação, amei!
Beijos!

Lohan disse...

Ótimo, João!
Um conselho amigo, com um gostoso senso de humor. Como disse a Camila, merece um destaque no jornal! Quem sabe as pessoas não fiquem alienadas pelo seu talento?
Creio que o mistério da felicidade só nos é revelado quando abrimos mão de tudo que o mundo material nos oferece hoje. A felicidade está no sorriso do teu filho, na brincadeira inocente, no carinho da esposa, no conselho de um amigo.Precisamos reconquistar esses valores.
Abraços, e que bom que retornou!! Espero que permaneça conosco toda semana novamente!
Felicidades!

Andréa Amaral disse...

Êta mensagem verdadeira...é muito difícil não se deixar "enfeitiçar" por uma tela de tv e quando nos damos conta, o dia acabou, a noite caiu e lá estamos nós vivendo um faz de conta de coisas completamentes tolas e inúteis. A charge complementou seu texto tão inteligente e bem bolado, com o toque de humor necessário para rirmos da nossa própria alienação. Dá-lhe João.

Armando disse...

Oi João!
Excelente poesia meu nobre irmão.
Retrata o que acontece com a grande maioria massa que se contenta em viver a vida de gado.
E, infelizmente, algumas vezes nem nós escapamos. Pois a tv, hoje é que é o ópio do povo. Oferece alguma coisa boa "malhada" com entorpecentes alienantes.
Ainda bem que a consciência clara vem e nos resgata.
Está no feijão com arroz que é a tua mais bela ilustração para a simplicidade que é força, luz e razão.
Teu poema é uma luz no fim do túnel... para o andarilho se orientar. Parabéns mano! E eu que agradeço por suas boas palavras.

Marcos disse...

Belas palavras meu amigo,de uma forma simples vc nos leva a reflexão de quanto tempo perdemos com ilusão e a Tv é o seu castelo(gostou dessa?)Abraço.Piuboard