quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Hibisco




Hibisco,
É a verdade do mundo.
Não há outra explicação,
Essas coisas que acontecem,
Hibisco!
Jarro ruim não quebra,
Vive mais aquele que erra,
Hibisco.
Um dia vive na Terra,
Um vulto de rara beleza,
Dentre aquela macega.
Hibisco,
Vive a cada hora o seu ano,
A cada minuto, seu plano,
Cumprido com louvor.
Hibisco,
Quanta inveja há de seu viço,
Inveja mata, estou certo disso.
A rosa tem que ser soberana,
O cravo, único cavalheiro da dama,
O narciso tem de ser o mais belo da varanda,
A mais cheirosa, não há outra: é a lavanda.
Margarida, violeta, jasmim,
Ai delas se não forem as mais célebres do jardim...
Hibisco,
O bem em flor,
Perene ardor,
Fonte da cor,
Hibisco,
Que tão cedo adormece,
Seca, sua morte cada pétala tece
Admirada, alvejada de insetos,
Sabe ser generoso,
Flor fina.
Hibisco,
Morre jovem,
Como aquela menina,
Como aquela menina,
Como aquela menina.
Hibisco,
Deixa as maiores lembranças,
Pois legou ao mundo valorosa herança.
Música, livro, protestos.
Hibisco,
Flor sem sexo,
Que se faz existir.
Hibisco,
Tudo que é bom dura pouco,
Porém, mesmo que tenha sido breve,
Foi intenso, e nos fez sorrir.
Hibisco,
É a marca eterna na face,
Criada por um largo sorriso.
Hibisco,
É Aquiles, aquele que aceitou o risco,
É viver em luta,
É morrer em glória.
Hibisco é a flor que faz,
Em apenas um dia,
A história.

3 comentários:

K@rininh@ disse...

HAHAHAHAHAHA Lohan, adorei seu poema! é a minha cara, amo flores, vivo floreando meu jardim e acabando com minhas mãos! rsrsrsrsrs

Vc está se saindo um belo poeta! Arrumei um concorrente e tanto!!! rsrsrsrs

Um abraço!

Cacarina disse...

E todos fazemos história em um dia, mas achamos que ela só vai começar amanhã... Querido seu poema.
Um beijo,
Claudia

João Luiz disse...

Muito lindo meu amigo,você como sempre se superando,manda bem em qualquer estilo,é um grande exemplo a ser seguido.

Abraços!