domingo, 4 de julho de 2010

Bianca

Tão caçula do blog quanto os demais “autores especiais”, você pode dizer o quanto é sensacional a descoberta de uma imagem que primeiro perpassa por seu olhar para depois revelar-se terna, misteriosa, bela, inquietante, um assombro para o mundo. Muito pode ser registrado por seu conhecimento, através e graças aos seus equipamentos, mas o que seria de toda técnica se não fosse sua percepção de um instante que diz: preciso continuar existindo. Você, Bianca, se descobriu senhora da continuidade de um instante que brada pela imortalidade, ainda que os personagens estejam alheios à necessidade daquele sorriso, ou daquela cara fechada, ou de uma expressão de medo em continuar existindo por séculos e séculos.
---


Você, Bianca, investiu nessa descoberta. Seu olhar é inquietante, especial, atento, mágico, percebe conflitos de sentimento, emoções, ângulos e luzes que não existiriam senão fosse a grande descoberta: precisamos de você, pois precisamos da fotografia, da imagem, da arte, precisamos de nós mesmos, não somente como indivíduo, pois a fotografia, assim como a literatura ou o cinema, é um tipo de espelho no qual se pode descobrir que não somos tão diferentes, nem tão indivíduos. Revelando uma fotografia, pode se ter mais, pode ser a unidade entre os humanos. Bianca, você é a visão que interpreta tudo isso, e flagra no piscar de sua máquina – diferente de seus olhos abertos – o que o tempo não pode soterrar, o que não pode ser perdido depois que se apaga a indiferente faísca dos tempos efêmeros. Você mantém através de sua sensibilidade e conhecimento a memória que elevada por sua Arte nunca será somente sua, mas do mundo, sempre – mágico, onde faíscas se tornam estrelas.
---




Parabéns por sua descoberta!
Seja bem-vinda ao Autores S/A.
Do seu amigo
Camillo


4 comentários:

Camila Furtado disse...

Linda homenagem de/para alguém que possui um olhar especial em relação à vida. Parabéns aos dois e obrigada por suas participações tão brilhantes neste espaço.

Bianca Lucchesi disse...

A sua escrita, Camillo, fez o meu olhar "inquietante, especial, atento, mágico" derramar lágrimas de alegria e invasão.
Muito obrigada pelas palavras. Por cada percepção sua, por cada observação e detalhe.
Assumo que o eterno sempre me interessou, e por isso, continuar existindo é fundamental.

Thaty Louise disse...

Lindo!!!!!!!!!!!!!!

Andréa Amaral disse...

Detalhes tão bem elaborados, observados, sentidos. Camillo, você parece ser um romântico incurável, enxerga com os olhos do coração o que as pessoas ou coisas ou lugares têm de mais especial. Lindo.