quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Esses medos não te servem mais!

...se eu me permitisse, eu me diria:
http://weheartit.com/entry/14730910
 “Olha menina, não se pode viver o tempo todo com esse ponto aí. Essa interrogação na sua cabeça não faz bem, você sabe disso. Isso faz mal. E chega a hora em que o medo já não faz sentido. Ou você se convence do que quer de verdade, ou então você nunca vai sair do lugar. Porque se continuar desse jeito, todas as vezes que quiser  muito uma coisa, muito mesmo, esse muito vai ser tão pouco a ponto de fazer você guardar todas as fichas, e sair frustrada, com mais medo ainda. Tudo bem que o medo faz parte, que as 'polaridades' se entrecruzam 'vezenquando', mas isso não é desculpa pra levar uma vida inteira subindo e descendo ladeiras, avançando e recuando, se penteando e descabelando. Não pense que você vai ter uma bola de cristal pra te mostrar como vai ser daqui há um mês, ou daqui há um ano. Nem pense que você vai ter todas as chances de novo. Você sabe muito bem que nenhuma dessas chances que você já teve apareceu duas vezes. Você pode ter encarado da mesma forma, mas elas não eram as mesmas. O seu álbum não corre perigo de ter  figurinhas repetidas. Tudo aqui é único, até mesmo essas voltas que você dá no mesmo lugar. Você sabe muito bem que a cada volta você já não é a mesma. E mais uma coisa é essencial que você saiba, porque não é possível que com tantas lições você não tenha aprendido que nada em sua vida vai fazer sentido se você ficar esperando isso de alguém. A verdade é que você precisa sentir-se primeiro. Não tenha medo de voar. Não tenha medo de sair do ninho. Criaturas como você não precisam ter medo de recomeçar, nem de cair. Tenha propósitos em sua vida. Isso ajuda a caminhar com passos mais precisos (ou voar com mais leveza!). Cadê seu foco? Hein? Cadê o seu discurso de menina 'grande'? Era bonito aquele discurso...mas eu sei que não vai te servir agora. Você não tem mais o 'q' daquela. Você está diferente. E talvez por isso não lhe sirva mais esses 'tipos' de medo que você guarda aí...eles não lhe servem mais. Melhor jogar fora. Acho até muito difícil que alguém queira aproveitá-los. E se deseja mesmo o bem das pessoas que estão com você, não passe esse medo pra eles. Não serve pra nada mesmo! Jogue fora! Medo assim te aperta e te deixa marcada! Definitivamente, esses medos não te servem mais! E agora, basta revestir-se. Você não é tão básica assim, mas não acho que seja difícil achar algo que lhe caia bem. Mas pra isso só precisa tirar essa lágrima do olhar e esse peso dos ombros. Pra realçar! Aí depois você me conta. Aposto como vai ver que tenho razão.

Fica bem,
E vá dormir que já está tarde.
Um abraço forte da menina que você esconde.
 
 
Ivanúcia Lopes

2 comentários:

Duda Molinos disse...

Não gostei, já li coisas bem melhor de sua parte. Mas, a escrita é uma faca de dois gumes.

By Duda.

Camila Furtado disse...

Gosto da tua escrita, que "parece" confessional, tamanha entrega tua quando escreve. Você realmente encanta com suas palavras.
Bjs!