quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Hitler Parade: os ícones do Nazi Rock


Saruman metaleiro
coisa do mal...


Mortais autores nossos de cada dia,


Foi manchete:

"Claudia Leitte compara críticas sobre Rock in Rio a atitude nazista."
fonte: musica.terra.com.br


Acompanhemos o raciocínio lógico-silogístico:


Todo rock é coisa do demo.
Adolph Hitler é o diabo.

logo

Todo rock é coisa do Hitler chifrudo. 


Daí a expressão "Rock Hitler!", 
não "Heil, Hitler" como muitos pensam até hoje.



Não tem pra ninguém, nem pra Slash, nem pra Joey Perry, 
Saruman com sua Les Paul é melhor do que Hitler.


Aproveitando o clima recente de rebeldia que tomou conta do Autores S/A, do fato de o último post da Ivanúcia ser o 666 do blog,  da caótica realidade de termos José Sarney como imortal da academia (às vezes lembro disso e dói) e da Claudia Leitte ter ficado axé da vida com os roqueiros do 3° Reich, nada melhor que extravasar rancores e visões irracionais com o clássico dos clássicos do melhor Rock Nazista: 


No 7° lugar do nosso "Hit 'ler' Parade"
                                                                 
Iron Maiden 

  

Segundo o portal Terra, num post publicado no blog da cantora Claudia baiana [sic] ela própria faz uma comparação entre as teorias da superioridade genética que vigoravam na Alemanha nazista e as críticas dos roqueiros brasileiros sem partido político.   


Diz a Leitte, de São Gonçalo:

"Ok. Não gostar de Axé é normal! Anormal é achar-se superior porque conhece John Coltrane ou porque adora o Metallica. Procurem no Google sobre a história de um ariano que se achava superior aos judeus". 

nota do posteiro ignorante: 


Mas por que John Coltrane? 
O que Coltrane tem a ver com tudo isso?
Ele esteve no Rock in Rio?




Vá pro...








6° lugar:


Megadeth 






Não há dúvidas de que há fãs de rock que radicalizam, mas a analogia usada pela cantora gonçalense não cola - numa linguagem bem descolada - coisa de quem fala pelos cotovelos.  Se concordarmos com a comparação claudiana, estaremos nos opondo a todo o sistema de avaliação educacional, todo critério de valores, o que acabou indo de um extremo a outro após a institucionalização do 'politicamente correto'. Não podemos dizer: fulano é melhor do que beltrano, pois isto será uma atitude nazista.  


Claro, tudo depende de como e por que se diz. Imaginemos se não existe um estudante melhor do que outro, então por que ainda aplicam provas escolares, para provar o quê? Por que existem entrevistas de emprego, para saber o quê, senão se um candidato é melhor do que outro para as pretensões do contratante. O mesmo se dá quando comparamos um músico a outro, guitarristas, cantores, etc. Por mais que seja duro ouvir, existem cantoras melhores que outras, existem as que cantam divinamente, com voz e "feeling" privilegiados, outras que são menores, ruins, e até medíocres. 

Especificamente, quanto ao Rock In Rio, a questão é muito simples, o que Claudia Leitte acharia de ter bandas de Rock tocando num festival chamado Axé "in qualquer lugar"? Será que os fãs desse gênero respeitariam as bandas com guitarras possantes e super bem tocadas? Será que não seria inadequado? Esses casos de inadequação são responsabilidade de organizadores sem nenhum bom senso, regidos que são pelas leis do mercado; estas sim NAZISTAS.  
         


Vá se F...!   





Hitler Tutti-Frutti




5a posição do nosso "Hit Parade ler"  




O mais puro e ariano Nazi Rock nacional


(ADVERTÊNCIA: não vaiem leitores, não estamos no Rock in Rio)







4° lugar:


ROGER "Pink" WATERS







3a posição do nosso Kama Sutra ariano:


My Chemical Romance  




Hitler Emo
...cionante







E fechando nosso muro de vez com o  2° lugar:




Segunda  vez 




Roger Nazi Waters









Agora, os vencedores do nosso festival "Digo o que me vem na telha, e f... se for estúpido" são esses caras negros sensacionais do Living Colour, Hitler que me perdoe,  que põem qualquer (%#$%) no chinelo. Nada genético, por favor... 


Então fiquem com a maravilhosa Cult of Personality, 


e vão todos pro @%#@¨&%¨&&*




1° lugar:




LIVING COLOUR!






Até quinta, se eu quiser!






Camillo Landoni


XXXIX

9 comentários:

Ana Beatriz Manier disse...

Muito bom, Camilo! De fato, achei os pronunciamentos de Claudia Leitttte exagerados (muita lactose para o meu gosto...). Que tal metaleiros num show de axè? Perfeito!

Camila Furtado disse...

Porram... fodástico hein!!! Simplesmente perfeito seu post. Concordo com TUDO!!!

Amanda disse...

Vé escrever bem assim na putaqueparil!
Hitler Emo... cionante foi foda!

Valeu, Taty por me mostrar os Autores, excelente blog!

Ivanúcia disse...

Camillo!

Arrasou na postagem. Sua escrita 'descascada' deixa tudo em carne viva! puro êxtase!

Ah, eu adorei o homem de vidro! "... Mas eu estou cansado, muito cansado de ficar aqui em pé esperando por um olhar diferente, que me descubra por inteiro."

Um abraço!!

Lohan Lage Pignone disse...

Camillo, que post maravilhoso! O Rock in Rio merecia!

Muita lactose, não, Ana? Trio Elétrico com Metallica ninguém quer, né...

Embora a Ivete tenha dado um show hoje, não concordo com axé e pop em rock in rio. Mas creio que o ''rock'' que eles pensam (os organizadores) seja mais no sentido literal da palavra. Camillo, dê uma luz aí, vc que é mais entendendor: o verbo to rock não é sacudir, balançar, remexer, e tal? Então, por esse ponto de vista, creio que esteja sendo um belo ROCK no Rio de Janeiro. Fora isso, assino embaixo, em cima, do lado em tudo o que vc disse. Ah, e adorei o My Chemical Romance. Nunca tinha visto esse vídeo. Hitler ia adorar ainda mais ao saber que o vocalista do Chemical é gay. Wells...

Rock-abraço!
Lohan.

Thaty Louise disse...

Dear!

Deixei, propositalmente (!), pra comentar de pois do meu 1º dia de Rock in Rio...

Caceeeeeeeete, que post maravilhoso! Putz!
A brincadeira que vc faz com Hitler, o conteúdo das músicas escolhidas, what is that?
Wells, bem, estando lá, justamente em um dia espremido por um show de axé e uma apresentação de pseudo-dança do ventre, posso, por assim dizer, afirmar que SENTI na pele a emoção de saber que axé ou whatteva a Shakira faz de música, aquilo não tem ABSOLUTAMENTE nada a ver com rock.
A começar com o tema qualidade sonora... O show da referida artista de axé é animado, bem-produzido e tals, mas, sorry, ela não canta, grita. Desafina a cada 2 ou 3 notas. Não acrescenta nada a quem não está com o espírito da micaretagem, i.e., levantar poeira. E é só.
O show da Shaq., não achei lá essas coisas também não. Esperava uma apresentação com mais qualidade musical. Acho que é a banda dela, morna, sem músicos espetaculares, mas, não assisti olhando pro palco, estava curtindo as outras coisas da cidade do rock.

Assistir ao show de Lenny Kravitz foi como receber uma ducha de água Perrier depois de um mês de sede. A qualidade da banda, a excelência musical da apresentaçao, nooooossa. E tudo isso com um público que estava ali só praticamente pelo axé e a espera da Shakira.

Foi muito bom ter a certeza que o espírito do rock estava lá mesmo em meio a tanta farofa musical...

Lá tem a Rua do Rock, inspirada em New Orleans, as bandas que estavam fazendo seus pocket shows lá também arrasaram! Wells, vou parar de escrever, pois já estamos nos aprontado pra ir de novo!!!!
Yeahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Agora, "Até quinta, se eu quiser!" foi a cereja do bolo!!!!!


Kisses & hugs!

Thaty Louise disse...

Como tive a cretinice de não falar de Cult of Personality????

Aí, não, pára o mundo!

Anônimo disse...

Perfeição!

Carolina Ribas

Manoel disse...

Viesse post em um link do blog da Katylene. N conhecia esse blog!
Concordo com tudo, muito bem escrito!

Estão de parabéns