sábado, 10 de setembro de 2011

O bom da dor




Saudade, amigo
Sentimento bandido
Que já vi matar

Saudade devassa
Que chega e maltrata
Quem contagiar

Saudade a musa
Do triste poeta
A declamar

De longe tão linda
De perto...
Melhor nem mencionar

Gente boa é quem deixa
Triste de quem vai ficar

Ah! Saudade maluca
Que sei que só cura
Quando outra chegar...

9 comentários:

Ana Beatriz Manier disse...

É isso aí, amigo. Saudade mata e (às vezes) só cura quando outra chegar.
Belo poema. Fácil a gente se ver nele.
Bj. Bia.

Simone Prado disse...

Que barato ficou a sua composição poética, Lucas. E quantas sensações transbordaram porque você conseguiu expressar com habilidade tal sentimento.
Apesar do processo doloroso, em alguns casos, envolvendo a separação, ainda assim, o poeta – que consegue dar nó até em pingo d’água; ainda bem! rs – possui a capacidade de enxergar o “bom da dor”. É isso, aí!

Um Abração!
Si.

Mila disse...

Lucas, eu ADOREI sua poesia, a forma como vc descreve o estado de paixão, de amor platônico, de admiração exarcebada, de saudade. Adoro os sentimentos extremos.

Beijos e seja muito bem vindo!!!

Lucas Bakkuna disse...

'Saudade... saudaaade... hoje eu posso dizer o que é dor de verdade..." saudade pra mim é a coisa mais linda e mais triste que existe... e Simone eu vejo o poeta além de criativo, engenhoso, etc... acima de tudo é a criatura mais mentirosa que existe... falo isso por mim pelo menos...

may disse...

Parabéns Lucas, bela decrição. "...que só cura quando outra chegar."

Lohan Lage Pignone disse...

Amor só se cura com outro? Não, não... Amor não se é útil, se é amor e pronto. Mas saudade, ah, saudade se cura sucessivamente com outra. Grande sacada, Lucas! Seja muito bem-vindo, cara! É um prazer te ler aqui no Autores, você tem muito talento e nós somos privilegiados pela sua chegada aqui.

Mata-se uma saudade, nasce-se outra.

Abração amigo!
Lohan.

Lucas Bakkuna disse...

Teremos muito tempo pra discutir a possível não existência do amor por aqui meu amigo Lohan...
Mas saudade muleque... saudade é a melhor e pior coisa que existe...

Landoni Cartoon disse...

Saudade, 7 letras, uma pra cada dia da semana. Essa palavra, apesar de muito bonita, já não tem força o bastante pra traduzir o tanto de 'saudade' que sinto. Ora, saí da fossa azul do Pignone, agora tô nessa saudade sádica, o que o próximo post trará? Será que sobreviverei depois? Onde estará meu escudo espartano?

Seja bem-vindo, Lucas!

"Saudade maluca"
Muito bom!

Thaty Louise disse...

Aeeeeeeeeee, Lucas, Autor SA, finalmente!

Grande texto, metáforas cruas e intensas. Sabe, seu texto me lembrou Maiakóviski, Je ne sais pas pourquoi...
Grande início!!!