terça-feira, 22 de novembro de 2011

A história do Príncipe Davi Shrekinho - Um conto de fadas medieval ambientado na atualidade.

 A nossa cara autora Thaty Brooks lançou um desafio sobre o tema "tempo". Pensando nisso resolvi abordar o tema compartilhando um texto que criei para contar a história de vida do meu filho Davi, uma parte da página que lhe cabe no Livro da Vida do Maternal II, do Colégio N. Sra das Mercês, instituição na qual ele está estudando desde agosto deste ano e no qual eu mesma estudei dez anos da minha vida.
 Me alfabetizei e terminei o Ensino Médio lá. É claro que na minha época, este tipo de iniciativa não existia, por isso acho muito interessante este projeto. O livro, que abrange em cada página a história dos alunos da turma e pode ser criado da maneira que as mães quiserem, ficarão guardados na biblioteca do colégio para que um dia possam ser vistos por quem quiser conhecer ou relembrar a história desta turma e o passar do tempo. Portanto, voilà.







 A história do Príncipe Davi Shrekinho.


Era uma vez um casal de ogros que se conheceu por intermédio de um casal de amigos em comum e se apaixonou.

Ela nunca havia pensado em ter filhos e era única filha e herdeira, pois infelizmente, há muitos anos atrás perdera o seu irmão trágicamente.

Ele era um ogro que também não pensava nisso porque em suas andanças já havia aprontado algumas estripulias comendo em terras estranhas.

O ogro vivia sozinho devido ao fato de sua família de berço ter-se separado quando ele tinha apenas dez anos.

Sua irmã mais nova se casara com um príncipe em terras distantes de Espanha.
Seu pai vivia em um pântano no Pará, assim como seu irmão mais velho, casado com uma ogra com quem gerou três filhos..
E por fim a sua mãe vivia enclausurada em uma torre em Icaraí, Niterói, por sofrer de alguns distúrbios que nenhum curandeiro conseguira decifrar.

Resolveram se unir e foram morar no Reino do Jardim Ouro Preto com a Rainha Mãe Dora, que cuidava de suas terras sozinha desde que ela e o Rei Pai Samuel se separaram havia muitos anos atrás.

Um dia, o Rei ficou muito doente no castelo onde vivia sozinho não muito longe dali. A princesa Andréa Feiona e o ogro Ernane Shrek resolveram cuidar do rei na Corte da Rainha Dora, que com seu generoso coração, cedeu alguns aposentos para que o Rei pudesse ser tratado.

Durante a enfermidade do Rei, a Princesa ficara encarregada de cuidar dos assuntos e interesses do Reino e da Família Real e ficou muito desolada e nervosa por assistir o Rei Seu Pai, naquele estado tão debilitado.

Em um de seus passeios pelo povoado nos arredores do Reino, a Princesa passou mal e por estar ocorrendo a Epidemia da Peste Dengue por toda a região, achou que pudesse estar sofrendo do mesmo mal.

Após submeter a Princesa a uma sessão de sangria, o Médico Real constatou que ela estava carregando no seu ventre, o mosquitinho resultante do seu amor com Shrek.

Embora muito surpresos com a notícia, todos ficaram muito felizes esperando a chegada de um novo e legítimo herdeiro para o trono.

E assim, no dia 6 de novembro de 2008 chegou ao mundo sob grande expectativa e emoção, o Príncipe Davi Shrekinho para trazer muita alegria e amor para esta família pequena mas, muito unida.

Yuli, o bicho de estimação da Família Real, ficou muito enciumado e atentou contra a vida do Pequeno Davi, por isso, ficou encarcerado por uns tempos nas terras de um aldeão do reino que gostava de animais.

Felizmente estes ataques de ciúme não perduraram, tendo o primeiro tornado-se guardião do Pequeno Príncipe, que acaba de completar três anos de vida e já iniciou seu aprendizado com a tutora Tia Letícia no Convento das Mercês, em um Condado perto da Corte.

Por viver em um Reino onde súditos são tratados como semelhantes, o Príncipe Davi têm vários amiguinhos nas suas aulas de etiqueta e comportamento.

Rapidamente começou a falar algumas palavras e repete o que mais gosta: os sons das letras do alfabeto e os números de um até vinte.

O Príncipe gosta de passear na carruagem chamada Trenzinho aos domingos, gosta de tomar uma bebida fermentada com lactobacilos chamada iogurte e ainda não dispensa o leite misturado com farináceos. Também tornou-se consumidor de uma iguaria chamada chocolate, proveniente da região de Cacau Show. O Príncipe possui o gênio manhoso e carinhoso do seu pai e as habilidades artísticas e intelectuais de sua mãe. Parece ser sistemático com a limpeza como seu avô, o Rei ( que para tristeza de todos veio a falecer em maio deste ano) e muito seletivo com seu paladar como sua avó, a Rainha Dora.

E assim termina a história do Príncipe Davi, que um dia virá a ser Rei, como o seu nome já o designa para tal. Esperamos que seja um Rei justo,magnânimo, cordial com o seu semelhante, ciente de seus deveres como governante, filho e um dia, pai. Que ele possa cuidar do seu Reino com a ajuda de colaboradores honestos, éticos, ecológicos e cristãos.

Que ele possa discernir suas fraquezas e defeitos se apegando ao nosso verdadeiro e único Rei, o Senhor Jesus Cristo e assim agradecemos à todos os que fazem, fizeram e farão parte da vida deste grande futuro homem, que é uma Dádiva da Vida.

                                                                                                                                                             
                                                                                                                                              Amém.


4 comentários:

Lohan Lage Pignone disse...

Andréa, que bela história!

O Davi ficará orgulhoso quando puder lê-la. Não deixe de dar continuidade. A iniciativa da professora é louvável. Que os próximos capítulos sejam as glórias do rei Davi!

Bjão!
Lohan.

Camila Furtado disse...

Ai, que lindo!!!! Amei a iniciativa e a forma lúdica como vc fez a linha do tempo do Davi. Continue escrevendo sobre o Davi, que um dia será rei e com seus ensinamentos, um rei muito digno.

Beijos, amiga!!!

Thaty Louise disse...

Andrea, em uma primeira tentativa de ler, não consegui, pois, como sou uma mantegueira derretendo ao sol, me emocionei muito ao lembrar de vc grávida e da reviravolta linda que esse presente deu na sua vida.
Que emocionante!!! Pode ter linha do tempo mais linda que essa?
Ammmeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei, Andrea!!!!
Bjocassss ^^

Ana Beatriz Manier disse...

É sempre bom registrar alguns momentos da vida, principalmente de forma singela e bem-humorada.
Rei David irá amar.