segunda-feira, 12 de março de 2012

suntuosa poesia


queria ser um grande poeta

de seletas poesias inquietas

que ao menos, se aproximasse

do que me inspira,

que acertasse onde mira...

mas não sou assim

então escrevo poesias ruins

mesmo quando falo de coisas maravilhosas

poemas ralos, tênues prosas...

se o meu destino me concedesse

a criação de um poema que merecesse

agraciar os teus olhos lisos

e os teus ouvidos florescentes

em versos precisos

e rimas comoventes...

sem dúvida eu escreveria

a mais suntuosa poesia

sobre a escrita deusificada

o melhor de tudo o que existe

rima habitada que persiste...

como sou um poeta banal

escrevo um poema trivial

prestando uma homenagem

sinceramente comovida...

partindo de imagens que ficaram retidas

na minha memória envelhecida

do tempo em que o bem escrever

andava do meu lado direito

e tudo o que eu sonhava era perfeito...




2011

5 comentários:

Paulo Ramos disse...

O Poeta faz da rima
esgrima de espada-verso
o poeta faz o reverso
do nada...

PAR - PT

Rayanna Ornelas disse...

'agraciar os teus olhos lisos
e os teus ouvidos florescentes
em versos precisos'

Lindo, lindo. Eis a parte que eu mais gostei. Desde muito tempo que sua poesia me comove!

Dante O velho disse...

Obrigado Rayanna, isso me faz prosseguir.
Com carinho Dante.

Dante O velho disse...

PAR, vc é um amigo que sabe quanto vale o esforço, o suor de poetar nesse mundo .
Bjs

Cinthia Kriemler disse...

Dante, que belo! E a foto é tão honesta, tão plena! Só belezas!