sábado, 9 de fevereiro de 2013

Uma Jogada Esperada


Salve Leitores SA! "Ei nós" aqui num sábado de carnaval, estreando sob o novo esquema de postagem do novíssimo Autores. Agora os autores publicarão mensalmente suas colunas. Portanto, todo dia 09 é a minha vez. Então, à música!



É carnaval, então pensei em comentar o enredo da G.R.E.S. Mocidade Independente de Padre Miguel – o Rock in Rio, mas desisti. É quase Oscar, então cogitei comentar as indicações relativas à trilha sonora, mas também desisti. Ainda não vi nenhum filme cujas trilhas sonoras foram indicadas, e comentar "soundtracks" ouvindo somente a música incidental editada para um CD ou no YouTube seria tão precipitado e impertinente quanto julgar uma ópera inteira só pela ária mais famosa. Assim como não se conhece “Rigoletto” só por La Donna è Mobile, não deixamos de lembrar, ao ouvirmos a trilha de Superman, o herói voando sobre Metrópolis com sua Lois Lane nos braços. Por fim, pensei em comentar as indicações relativas às canções; afinal, há muito tempo uma canção de abertura do 007 não era indicada. Mas... 

- Osscassessssssss?

O que haveria para comentar? Skyfall, de Adele, concorre sem adversários! As demais canções são enormes tapa-buracos; talvez Suddenly, de “Os Miseráveis” tenha sido uma indicação genuína, embora musicalmente seja de uma tristeza entediante; por causa quem sabe da interpretação “miserável” de Hugh Jackman. Ouvindo-a pode-se imaginar o ator-personagem se arrastando pelas sarjetas de Paris em vias de cair mortalmente. Daí, nem tão de repente assim, a morte lhe alcança após a última nota suspirada. Aliado a tudo isso, não me espanta a ausência de Misty Mountains e de seu tom retumbante. A canção do filme "O Hobbit" arranjada e editada comercialmente se chama  Song of the Lonely Montain e mantém de modo bem evidente a linda melodia que os anões cantam na toca de Bilbo. Enfim, a Academia ignorou solenemente o grave suntuoso dos anões, frequência sonora coerente com o então momento narrativo do filme; grave que sugere ainda a profundidade dos túneis escavados no interior das montanhas, como se o canto dos anões e suas vozes viessem do salão mais fundo aberto dentro e sob as rochas gigantes. Em suma, a melodia dos anões fica; e sem perder para a bela Skyfall


 Skyfall:  http://www.youtube.com/watch?v=q-gLRp5bSpw
Suddenly: www.youtube.com/watch?v=5TiEVEn4TTY
   Misty Mountains: www.youtube.com/watch?v=BEm0AjTbsac

   
SHIRLEY BASSEY
Mas para não dizerem que tentei fugir dos assuntos do momento, aí vai uma boa lembrança. Já que Bond será homenageado no Oscar deste ano e já que estamos no carnaval, lembremos o tema do 11° filme de James Bond, 007 Contra o Foguete da Morte (Moonraker), de 1979. Neste longa-metragem, Roger Moore, na pele do espião britânico, vem parar no Rio de Janeiro em pleno carnaval carioca. Pronto, James "Oscar" Bond e carnaval. Destaque para a abertura, e claro, para a música, interpretada por Shirley Bassey, diva de um brilhantismo único. Eis uma mostra da diferença musical entre uma entediante tristeza e um regozijo inebriante.



CAMILLO LANDONI
N°55

6 comentários:

Simone Prado disse...

Camilo Landoni,

orgulhosa por participar deste blog, por ler essa postagem encantadora e por estar no meio de pessoas tão competentes como vc.

Gde abraço!

Brooks Thaty disse...

Minha linda querida Simone falou TUDO, pra não ser prolixa, vou dar u control c + control V no comment da Si:

"orgulhosa por participar deste blog, por ler essa postagem encantadora e por estar no meio de pessoas tão competentes como vc."

Bjocassss

Ps>: vc me fez até gostar tantinho daMiss Bassey e esquecer a vergonha alheia que senti quando vi o 007 com a temática ambientada no Brasil^^^

GRANDE POST!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! eSCREVE PRA c@#$%¨&LEO^^

Landoni Cartoon disse...

Muito agradecido pelos elogios, Simone e Tatiana! Sou meio tímido para críticas, positivas ou negativas, mais ainda para as negativas rs

É como chutar uma bola no meio de uma multidão de casas e pessoas e fechar os olhos para não ver onde ela vai cair. Mas é aliviador quando sei que abri janelas estilhaçando vidraças.

Muito obrigado pela presença de vocês e... Tatiana, quem bom que te ajudei a esquecer o constrangimento causado por aquelas cenas horríveis do filme. 007 não merecia algo mesmo tão mal produzido. Enfim...

Grande abraço, Simone!
Grande abraço, Tatiana!



Lohan Lage Pignone disse...

Amigo, grande texto! Só assunto que eu não gosto, rs.

Concordo, a Adele vai levar com os pés nas costas, não tem concorrente a altura (embora eu tenha achado linda a canção do filme ''Another Earth''). A canção desse Bond remeteu muito ao Bond clássico, trouxe esses ares de volta, algo meio nostálgico e misterioso que vai levar a estatueta merecidamente.

E por falar em Oscar, você não participar do Bolão não? E tu, Tatiana??

Abração!
Lohan

Ana Beatriz Manier disse...

Muito bom o link entre James Bond, "Oscar" e Carnaval. E sempre muito bons os seus textos, caro folião.

Camilíssima disse...

Adorei o texto, você fala sobre música com maestria. Mas eu confesso que queria sim uma crítica sobre os sambas-enredo desse ano :( Diz que ainda vai rolar??? Relaxa, aqui é carnaval o ano todo, eu posso esperar! Beijão.