segunda-feira, 31 de maio de 2010

Intencionalidade - querer amar

(ou sobre transformar a própria vida)
Deixei o acaso de lado, mudei, decidi.
Segui o que sentia, fui lá e fiz o que quis...
Como era grande (muito grande) o amor que eu sentia,
extravasei, derramei, expandi...
Reagiram, responderam, aceitaram, devolveram...
E agora, transformada, todos em mim.
E agora, iluminada, eu em todos eles.
E agora, vida linda, amor, amor...


Beijos, muitos beijos,
Claudia

4 comentários:

G. disse...

Poema lindo, dócil, gostoso de se ler... Parabéns de todo o coração!...

Lohan disse...

Suave... Suave... = Cacarina.

A segunda-feira fica mais leve quando lemos Cacarina.

Obs: a música é linda, só que consegui ouví-la até a metade, falhou todas as vezes. Que pena!

Bjão, Lohan.

Cacarina disse...

Obrigada! Vocês me evocam doçura!
Lohan, algo mudou no Goear... Mudei a música por outra linda, mas vem disponibilizado o mesmo tempo... Se achar outra alternativa, modificarei aqui...
Ah e descobri Yiruma agora... Muitas músicas lindas!
Beijo grande,
Claudia

Andréa Amaral disse...

Cacarina...você é a mais linda e delicada porcelana pintada à mão...toda haikai.Segunda é dia de bons pensamentos para prosseguirmos com o resto da semana.Meu calendário oriental.