sábado, 1 de maio de 2010

Peleja

Escritor sem talento, lento
Um verso forçado, truncado

Teima em escrever, faz
Por não ter o que fazer, escreve

Executa esse ofício árduo
De tanto se esforçar suado

Não consegue rimar mais
Rimar mais não consegue

3 comentários:

Lohan disse...

Vida de escritor não é fácil... Entendo perfeitamente o que dizes, Edson. Imagino que muitos de nós (Autores s/a) esteja passando por essa fase sorumbática, haja vista a ausencia das participações de muitos.
Vamos torcer pra que isso mude!
Abraços

Rayanna Ornelas disse...

Me lembrou as idéias de Fernando Pessoa, que volta e meia sempre falava desse 'escritor way of life' tão distinto, suas delícias e seus percalços...

Simone Prado disse...

"Escritor sem talento, lento" É... percebe-se que , de fato, o poeta é um fingidor... (rs) Realmente, escrever ,às vezes, é algo dolorido que só. Um abração, moço. Como sempre nos presenteando com lindos trabalhos com as palavras a ponto de surgir tão linda poesia. Eu fico encantada com essa sua capacidade; parece que as palavras são reféns de das tuas mãos. Incrível.Parabéns mesmo!