sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dia da Consciência Negra


Algumas reflexões...

Dia da consciência negra!

É o dia de Zumbi dos Palmares que foi um grande herói brasileiro que lutou até a morte em busca da tão sonhada liberdade, um homem que tem de ser lembrado como grande símbolo da resistência e luta contra a vergonhosa escravidão, um verdadeiro herói nacional.

Vejo que o nome desse feriado deveria ser: “Dia de Zumbi dos Palmares”,assim como temos o dia de Tiradentes,mas, ainda não é assim, enquanto isso vou me acostumando com esta nomenclatura e estudando suas possibilidades...

Dia da consciência negra!

Quando ouço essa expressão, de certa forma fico incomodado, sei que esta consciência negra que comemoram hoje, dia 20 de novembro, em tese, é a consciência para termos com a raça negra, nos lembrarmos das atrocidades que fizeram durante tantos anos com nossos irmãos e de nos conscientizarmos e valorizarmos cada vez mais o trabalho e a verdadeira construção desse nosso Brasil pela mão de obra dos negros, escravos e perseguidos, sinto também que é o dia de celebrarmos a construção da identidade cultural deste país que tem grande diversidade cultural vinda da mãe áfrica.

Sinto mais forte no meu coração que todo dia é dia de celebrarmos nossas raízes, de desenvolvermos o respeito por nosso semelhante, mesmo que sua pele seja azul, rosa ou verde, mas que tenhamos o discernimento de enxergamos a pessoa que está diante de nós, o ser humano, sinto que é mais bonito agir com pelo menos um pouquinho de consciência todos os dias do que agirmos com a tal consciência só dia 20 de novembro.

Acima de raça e dessas divisões culturais,físicas e sociais que o homem faz, penso que temos de ter uma consciência clara, ou seja, uma consciência com mais luz para que não seja preciso ter um dia dedicado a se lembrar do negro, do branco, do amarelo, do índio, do pobre, do nordestino, dos excluídos e sim, que todos os dias nos lembremos do ser humano, do irmão, do próximo, do semelhante e trabalhemos por uma sociedade mais justa e equilibrada em que todos possam ter as mesmas condições, independentemente de cor da pele, classe social e naturalidade.

Dia da Consciência Humana!

.

Chegaremos num tempo em que todos os dias possamos agir com mais consciência, sabendo que somos todos irmãos, filhos de um mesmo Deus que não tem cor, nem conta no banco.

Abraços e Feliz Dia da Consciência!

7 comentários:

Sidarta disse...

Belo texto!

Gostei demais!

Abraço!

Sidarta disse...

Agora, minha opinião.

A ciência já provou que não existem raças entre os seres humanos.

Entretanto, há seres humanos que não tem esta consciência, e uns ainda se sentem superiores a outros. Talvez resquícios da época da Casa Grande e da Senzala, o racismo persiste no Brasil e em vários lugares do mundo.

E o que é o racismo? A ignorância de que todo ser humano é igual em essência. Alguém poderá dizer, a não ser o Ali Kamel, Rede Globo e Associados, que nós "Não somos racistas"? Eu só vejo provas do contrário, inclusive nos próprios jornais.

Sim, ainda somos racistas.

E por causa da desigualdade social persistente em nosso País, em minha opinião, se justificam movimentos como o da Consciência Negra, bem como a Política de Cotas nas Universidades Públicas.

A Consciência Negra serve para lembrar resistências importantes, como bem lembrou o João, de Zimbi dos Palmares, e também para que não esqueçamos o que se passou em nossa História recente. Já as Cotas, para compensar atrasadamente (ainda que minimamente) o que sofreram nossos irmãos africanos e seus descendentes em nossas terras.

Pode-se dizer, contra essas ações, que isso faz é aumentar o racismo no Brasil. Faltam, porém, argumentos sólidos que indiquem tal consequência.

Chegará o momento em que não precisaremos mais de tais atitudes, quando teremos um equilíbrio maior de oportunidades entre nós.

Provavelmente, quando esse dia chegar e tivermos o necessário distanciamento histórico, teremos melhores condições de julgar as ações afirmativas que acontecem hoje no Brasil.

Parabéns por ter colocado tema tão importante aqui para nossas reflexões.

Abraço!

João Luiz disse...

Sidarta,
Você sempre enriquece nosso blog com suas palavras bem colocadas e firmadas numa brilhante consciência crítica do nosso tempo.
Te admiro muito,se quiser contribuir ainda mais pode usar este dia para colocar uma postagem com essa temática,vejo que é bem vinda e suas palavras vem sempre nos fazer pensar,nos livrando das amarras da alienação.

Grato Amigo!!!

Estamos juntos!!!

Andréa Amaral disse...

Parabéns, João. Duas vezes: primeiro pelo seu aniversário e segundo pelo texto.
Concordo com tudo que você colocou, assim como Sidarta, sempre nos iluminando também. Só acho que se a questão é valorizar o negro, o dia do índio deveria ser feriado também, pois eles são mais do que discriminados. Nosso descaso com eles é tão grande, que quando penso em índio, me lembro do Ibama, em vez de me lembrar da Funai. Beijos.

Lohan Lage Pignone disse...

João: parabéns pelo seu texto e pelo seu aniversário tbm, meu amigo! Muitas felicidades pra vc.
Minha opinião a respeito desse assunto expressei através do post acima. Abraços!

Simone disse...

Isso João! Feliz dia da Conciência que deveria ser a de todos os dias: o da consciência Humana, como você disse, e disse muito bem nesse seu belo texto. E quem me dera se todos os dias fossem dessa forma, com debates envolvendo assuntos a esse respeito. Creio, sinceramente,que a reflexão viria a tona e que muito da hipocriasia cairia por terra de uma vez.
Um abração amigo e tudo de bom.

Simone Prado disse...

Ah! Esqueci de comentar, seus textos são pérolas, contineum sempre assim, usando as palavras de uma forma sincera como vc demostrar fazer
Um abração