sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Fuga



Não costumo me aventurar pela poesia, não encontro talento em mim suficiente para isso, mas essa semana eu resolvi arriscar uns primeiros passos, ainda um tanto desequilibrados, mas com boa vontade e alegria.

Sinto que aqui é um excelente lugar para experimentar, sem medo de errar, pois tenho amigos suficientes para me ajudar a me consertar.


Às vezes te vejo querendo fugir

Fugir não é o remédio

Pra curar o seu tédio

Preencher o vazio

Do teu espírito

Fugir não vai resolver

Resolver é se encontrar

Olhar para dentro de si

Ver seu real tamanho

Examinar a vastidão

Desse nosso mundão

Limpar o coração

Desfazer as amarras

Lavar toda mágoa

Com a água da lágrima

Renascer como o dia

Com encanto e magia

Trabalhar pela harmonia

Sorrir para o irmão

Com a força da união

Estender a sua mão

Sentir novamente

O amor presente

Para que o seu coração

Seja feliz novamente!


5 comentários:

Lohan disse...

Parabéns, meu amigo João!
Pra marinheiro de primeira viagem, vc foi excelente!
Olha, não deixe de participar do concurso, João. Vc é um escritor talentoso. Somente os melhores conseguem se aventuram em novas facetas literárias. Continue se arriscando. Ser poeta é um risco!
Não fuja disso... Fugir não é a solução.
Valeu, abraços!

Silvana Nunes .'. disse...

Já pensou se esta onda pega - a do Boto Rosa .
Saudações Florestais !

Andréa Amaral disse...

João, você foi campeão.
Conseguiu com simplicidade e coração
encher esta página de bossa.
Estou com Lohan, não fuja
do poeta resguardado em si.Você se surpreenderá com o talento que está cada dia mais desabrochando em sua escrita. Parabéns. Adorei.

Camilíssima Furtado disse...

João, que surpresa agradável! A poesia te alcançou? Ela sempre alcança os corações puros, mais cedo ou mais tarde. Agora, você vai ver, vai ser impossível renegar sua visita repentina, volta e meia a poesia vai te fazer arriscar novidades. Adorei te encontrar em um novo estilo, admiro sua iniciativa e a poesia em si, ficou ótima!
Beijos!

Armando disse...

Olá mano João! Parabéns! Você escreveu bela poesia concisa, clara e cristalina. Objetiva trazendo seu recado direto ao coração com beleza, amor e firmeza. Me fez lembrar a música "felicidade está na riqueza das coisas simples". E vc soube magistralmente sorver simplicidade e riqueza num mesmo cálice poético.
Então minha tese de que todos são poetas... precisando apenas se deixar fluir, se aperfeiçoar com a prática e dar frutos faz algum sentido. Pois vejo em ti grande potencial e talento prá seguir firme, também, nesta boa caminhada. Vc escreve bem e é bom amigo. E por falar nisto, quero mais uma vez agradecer o presente que me deu que é o convite para participar deste Ótimo Blog, e quero que saiba a felicidade que isto me proporcionou. Grato mano! Bem Grato! ABRAÇO FRATERNO e SUCESSO, SAÚDE, LUZ, PAZ E AMOR prá você hoje e sempre!!!