domingo, 13 de junho de 2010

Desencontro

Não sei mais amar.
Não é uma decisão, é um apelo.
Não sei escutar os clichês do meu coração e concordar. Vivo em uma guerra sem fim
ou vencedores
ou vencidos.

Não sei mais amar.
Não posso escutar uma música decente e me comover,
não vejo o mesmo filme repetidamente
nem decoro umas frases de efeito para posterior referência.
O amor não me encontra mais.
Em nenhuma de suas formas, verdadeiras ou não.

Não sei mais amar.
Não sei mais atropelar a melancolia e por fim à desesperança
bem própria de quem não ama.
O amor não me toca ou comove.
É só um pedaço de sentimento tão alheio aos meus.


Não sei mais amar.
Não sei me interessar por seus detalhes e delícias,
suspiros e sorrisos.
O amor não mais me consome.
Me deixa livre e sem álibes.
Sozinha e entregue à mesquinharias.

Não sei mais amar.
Não sei sonhar, perdi o caminho
e me perdi nesse caminho
de (des)amor.

Não sei mais amar.
Não sei por quanto tempo ainda
continuarei assim
à margem do amor.
À beira da loucura solitária.



Não sei mais amar.

8 comentários:

Carol Lol disse...

Fabuloso.

Camila disse...

Nossa!!
Muito bom...

cacau disse...

Eii
Mto bom!sem palavras!

Lohan Lage Pignone disse...

Fabuloso (2)

Você tem noção do que escreveu, menina?

Não sei se foi pela tamanha identificação, mas... Este poema é uma das pérolas desse blog, desde já falo.

Parabéns de pé, Rayanna!

João Luiz disse...

Fabuloso(3)

Concordo com Lohan!!!!

Show de Bola!!!

Parabéns!!!

Andréa Amaral disse...

Arrasou.Tão sincera, seca e certeira em seu vazio, que podemos quase visualizar este aposento sem cores. Excelente escolha musical. Amei.

Camila Furtado disse...

Rayanna, sou sua fã incondicional. Você sempre me surpreende, principalmente pela identificação absurda que tenho com tudo que vc escreve. Vou usar as mesmas palavras que vc usou certa vez para comentar um texto meu:

Você escreve coisas que eu não tenho coragem de admitir nem pra mim mesma.

Beijos!!!

Rayanna Ornelas disse...

Eu sou tão feliz por estar aqui!
Vocês só fortalecem vínculo que tenho c as palavras!
Muito obrigada!